terça-feira, 14 de abril de 2015

EX- VIRGEM DE 25 ANOS

E agora... O conto de Bia :

136520

“ Eu confesso que era virgem aos 25, com um fogo enorme e uma insegurança tão grande quanto, sempre soube que minha primeira vez ia acabar sendo com alguém mais novo. Não imaginava quem, nem como... Ele tinha acabado de completar 18 e apesar de um belo corpo moreno, sarado e um pouco maior que eu, ainda tinha uma carinha de 15.

O conheci quando criança, mas depois de grandinho se tornou meu amigo, sempre brincalhão, as vezes até libertino, mas algo me excitava e sempre fui bem permissiva. Um dia ele me desafiou online, resumindo: mostrei os peitos pra ele, ele demorou pra responder e quando questionei ele me mostrou o pau duro e disse que as mãos estavam ocupada.

Que belo pau, como os que eu via na net. Naquela noite me masturbei antes de dormir, pensando nele e foi ótimo.

Depois disso comecei a usar roupas mais provocantes quando sabia que ia vê-lo, a não reagir as brincadeiras e investidas dele, queria saber ate onde ele ia. Nossos encontros passaram a ser na minha casa ou na dele, apenas quando não havia mais ninguém. Ate que um dia, enquanto conversávamos encostados no carro do pai dele, ele colocou a mão no meu peito, começou a acariciar, mas continuou conversando como se nada estivesse acontecendo... Entrei no jogo e deixei, logo os dedos dele invadiram o meu decote e ele sussurrou no meu ouvido: se a gente parar de fingir que não rola nada e deixar rolar, vai ser melhor. Respondi abaixando as alças da blusa e ele não perdeu tempo, já estava com a boca em um dos meus seios e a mão no outro. Eu gemia muito, ele sorriu e disse que adorava mulher que faz barulho. Ele abriu a porta de trás do carro, indicou que eu sentasse e antes que eu percebesse ele estava colocando a cabeça da rola dele na minha boca, não achei agradável no inicio, mas assim que olhei a cara dele, comecei a mamar feito uma louca.. Ele tinha razão, é bom ouvir o outro gemer de prazer. Foi quando ele perguntou \'vc gosta de ser chupada?\', respondi \'quero tudo que vc quiser fazer comigo\'.. Ele me empurrou mais pra traz, entrou de 4 no banco, abriu minhas pernas e puxou minha calcinha por baixo da saia.. Assim que senti a lingua dele na binha buceta, me contorci toda. Quando mais ele chupava e enfiava a lingua, mais me contorcia e mais queria.. Ate que eu disse: me fode agora, não posso esperar mais. Ele saiu do carro, deixando a vista aquele corpo gostoso e foi que eu percebi que ele era um pauzudo. E pensar que minha primeira vez seria com um rola daquele tamanho.. Ele estendeu a mão e me ajudou a sair do carro, me despiu inteira, foi ate sua calça e pegou uma camisinha na carteira. Me levou ate o capo do carro, impulsionou pra que eu sentasse em cima. Levou uma de minhas pernas ate seu ombro, com uma das mãos segurava a outra no máximo que eu conseguia abrir e com a outra guiava seu pau ate minha buceta.. Assim que encostou, meu corpo todo sentiu, com muito cuidado, ele foi empurrando devagar. A cabeça do cacete nem tinha sumido dentro de mim, doía mas eu queria era que ele socasse tudo em mim.. Mal conseguia falar, puxei ele pelo pescoço e sussurrei no seu ouvido \'me fode de uma vez! Mete tudo!\'. Ele começou a massagear meu clitores, o que me fez tremer, fechar os olhos e esquecer que tinha 22cm de pau querendo entrar de vez onde nada jamais tinha entrado. E foi o que ele fez, me puxou pelas pernas e socou de uma vez.. Soltei um grito e ele tapou minha boca. Dai em diante foi um ritmo intenso de enfia e puxa, bota e tira, grita e tapa a boca, ate que gozamos.. Ele me disse que foi a segunda vez que ele fez sexo.. Tinha comido uma mulher de 30 anos, \'ta se especializando nas mais velhas\' brinquei. Logo percebi que ele tava de pau duro de novo, e agora que eu provei, queria mais.. Mais uma vez ele abriu o carro, dessa vez ele sentou primeiro e sinalizou pra que eu sentasse naquela pica.. Abri as pernas e sentei sem cerimonias, foi assim ate gozarmos, alternando entre minhas cavalgadas e as enfiadas dele quando me inclinava pra trás e levantava o quadril pra que ele pudesse subir e descer. Depois de nos recompor e colocar tudo no lugar, nos despedimos, seus pais iam chegar. Dias depois ele me disse que seu vizinho, um gostoso jogador de futebol de 20 anos, ouviu meus gemidos e gritos de casa e viu parte da ação pelo muro. O vizinho disse ao meu novinho pauzudo que a vontade era pular o muro e se juntar a nos.. Fiz cara de quem não entendeu, ai ele me propôs \'vc transaria com ele pra eu assistir?\' mal podia esperar pra sentar numa rola de novo, fiz que sim com a cabeça e marcamos na minha casa.. So não sabia eu que acabaria comida pelos dois, uma experiencia maravilhosa que planejo contar depois.”

2 comentários:

  1. delícia de conto... cá eu toda molhadinha!!!!!
    Esperando-te em minha casa nova...

    яυgı∂σs ρσétι¢σѕ ∂α ℓєσα

    ResponderExcluir
  2. Muito excitante..quero mais contos seus

    ResponderExcluir

Conte sua fantasia