segunda-feira, 16 de maio de 2011

Danielle dentro do carro e na cama da mãe

                                                                                                    By: Terence 
gifs_speed_374
Transar com a mãe e as duas filhas parece fato impossível, imaginação fértil. Só depois que isto acontece, percebemos como somos animais e que não há limites para sexo. Dividir estes momentos é uma forma de relembrar. Volto a contar uma aventura sobre elas: Silvia, minha namorada, poderosa na cama, suas filhas Danielle 16 anos e Claudia 15. Já contei como rolou a primeira vez..como foi intenso,gostoso e inesquecível,tirar a virgindade das duas garotas, principalmente com a mãe sabendo. Minha tesão, já revelei, será transar com as duas de uma só vez. Por enquanto uma não sabe da outra, apesar de desconfiarem. Agora vou contar de uma transa com Danielle de 16 anos, cerca de 40 dias depois da noite no chalé...já contei a passagem no (comi a mãe gostosa e as duas filhas virgens) Danielle de 16 pra recordar como ela é: cabelo claro e médios, boca carnuda, peito arrebitado e grande, um olhar safadinho e sensual, andar gingadinho muito gostosa !!! Depois daquela Noite Silvia me pediu que parasse que eu havia gozado dentro de Danieele e que poderia engravida-la. Danielle passou algumas semanas com vergonha de que havia acontecido, andava me desviando. Não falava sobre o assunto nem mesmo com a mãe. Numa noite, Silvia me ligou para buscar as meninas na casa de amigas, estava chovendo e ela não voltaria a tempo. Fui busca-las. Danielle chegou de sobrinha, disse oi entrou no banco de trás do carro e ficamos esperando Claudi. Claudia veio um pedaço do caminho e voltou, esqueceu alguma coisa. Neste interim, olhei para Danielle e perguntei..estava boa a festinha, ela disse.. ótima! mas rindo acrescentou pena que tinha quase só mulher. Ela estava de vestido preto colado no corpo, cabelo todo preso com gél. Meu sangue subiu, ferveu com aquela frase..muita mulher..trocamos algumas frases esperando Claudia..lá fora chovia..arrisquei dizer..ainda lembra daquela noite no chalé com tua mãe?..ela demorou um pouquinho..pensei vai largar os cachorros e brigar comigo. Pelo contrário...não sei se havia bebido algo..Daielle abriu um sorriso e olhando se não vinha ninguém... falou ainda sinto no meu corpo aquela loucura, tenho vergonha até de pensar como consegui fazer aquilo...aproveitei para dizer. eu também ainda sinto..e me masturbo pensando em você. Danielle tentou mudar de assunto e disse a Claudia não vem mais..é capaz de ficar dançando. Pegou a sobrinha e voltou lá.. alguns mintos retornou no carro e disse, ela vai dormir aqui na Jordana, você me leva?...claro respondi! Danielle agora sentou no banco da frente não evitei olhar o vestido na metade das coxas, coladinho. Os seios grandes, sozinhos..meu a tesão...sobe a cabeça. trocamos algumas palavras e voltei ..puxar assunto..queria cantar aquela gostosinha de todo jeito. Disse..Danielle, transar com tua mãe é bom, mas aquela vez com você foi como estar no paraíso..e você parece que não gostou? Ela me olhou séria e disse: não foi certo o que fizemos, não é que não tenha gostado. Estavamos chegando na casa dela, meu pau estava pulando feito bagual, ao mesmo tempo sabia que mesmo tendo transado uma vez, não podia forçar. Entrei com o carro na garagem, por causa da chuva. Dise e agora, vai ficar sozinha, tua mãe pode demorar... Danielle abriu a porta do carro..e dfoi dizendo..acho que a mãe não demora..segurei em sua mão e pedi..fica mais um pouquinho...ela sentou...comecei a elogiar o vestido..o cabelo..segurava sua mão arranhando de leve.. passava até o braço..ela as vezes dizia..não podemos~ficar aqui juntos, você namora minha mãe. Tocando em sua cintura pelo lado e subindo de leve pelas costas minha mão e o braço disse..Danielle sensualidade...desejo..não dá pra controlar..tua mãe sabe que sempre te desejei...a gente não tem culpa se é bom se tocar...sentir..Ela já estava bem pertinho de mim ..passei a mão pelo pescoço..nos ombros..você está linda Danielle..enquanto falava beijei de leve sua orelhinha..com um brinco azul.. ela estava em transe..eu pior..estava nas nuvens..passei com beijinhos no pescoço no seu rostinho perfumado..nos ombros..ela dizia baixinho..pare não podemos...A chuva caia mais forte neste momento..a porta voltou a encostar..aquela menina moça me hipnotizava..estava mais uma vez me tornando um cafajeste conquistado..lembrava de como foi na primeira noite..ao beijar seu rosto com beijinhos rocei em seus lábios..fiquei beijando seu nariz toquei em seus labios de leve com a língua...ela dizia pare...pare...senti que ela queria..quando minhas mão chegaram em seus peitos devagarinho minha boca estava em seu queixo com a línha deslizando no pescoçinho...ela oltou um gemidinho e me beijou..que bei..de língua..animal. nos beijamos por muito tempo..desci pelo colo até os peitinhos, afastei o vestido..que mamilos..durinhos.. Danielle se retorcia com a cabeça no banco.. enquanto mamava e mordiscava minhas mãos passeavam acariciando as pernas...subi o vestido e entrei na barriguinha..com a língua no umbigo pelos lados da cíntura..beijava de leve e passva a língua..Danielle se retorcia e levantava a cintura..estava de tanguinha branca..cavada..desci...beijando até perto da calcinha....voltei para sua boca beijando forte coloquei a mão na bucetinha..toda molhada..levei sua mão no meu pau...tirei ele pra fora todo lambuzado. eu já tinha gozado....ela começou a punhetar não aguentava mais....abri o cinto baixei a calça..ela dizia ..meu deus.. a mãe pode chegar... peguei ela pela cintura e trouxe encima do pau..ela se ajeitou..bateu na buzina..um susto..não parei..fui trazendo ela ..beijando com força..ela descia..na cabeça do pau..ela disse ..sem camisinha.. nem respondi. Aquela hora não dava mais tempo. Meu pau foi entrando..ela gemia baixinho..o som saia pelo nariz porque nossa bocas se engoliam..foi descendo mexendo cada vez mais rápido..ela sentou tudo..e fodia..eu com toda aquela tesão levantava fodendo de baixo para cima. Danielle depois de algum tempo estremeceu..gozando ..Eu Gozei também, com aquela bucetinha apertada...mesmo tendo gozado a pouco tempo inundei .assim abraçados e exautos pelo local apertado ela me disse..Meu Deus..posso engravidar.. falei..é dificil Danielle..não se preocupe. Ela saiu do carro..o vestido estava com marcas de porra..disse que precisava me limpar para sair..Entramos na casa..fui no banheiro social e ela na suite da mãe..quando voltou estava de camiseta e moleton..falei vou embora antes que tua mãe chegue..Danielle vermelha ainda disse ..mais uma vez..que loucura..chuguei pertinho e abracei..foi muito bom..você é gostosa.. ela esgorou a cabeça em meu ombro..sentia os seios no meu peito..meu pau cresceu de novo..comecei a beijar seu pescoço e ela sentiu o volume bater forte no moleton..dizia não não..falava meu nome.isso não.Fiquei tarado puxei pelo braço para a cama de casal e dizendo só um pouquinho....coloquei ela de bruço na cama e coloquei o pau por tráz ela abriu um puco as pernas e numa tacada..penetrou levantei ela de quatro na cama e fodia ..bombava todo aquele pauzão..fodia..ela gemia..aí..aí que gostoso..voltou a gozar..eu disse na bundinha..deixa eu comer tua bundinha pra gozar de novo ela não. A bundinha não! tirei o pau e pedi pra ela chupar..ela não quiz..pedi..me ajuda..ela começou a punhetar e gozei...que transa..fui embora com as pernas bambas de ter faturado Danielle pela segunda vez....

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Conte sua fantasia