domingo, 3 de abril de 2011

VARIOS CONTOS

0016

A ESTAGIARIA SAFADA

Oi, me chamo Wanessa (fictício) tenho 29 anos, 1.65m, 62kg, branca, olhos claros, cabelos castanhos, um corpo bem legal, umas belas pernas e um bumbum bem interessante para aqueles que apreciam o que é gostoso! Mas vamos a minha história verídica e bem gostosa, pelo menos para mim.Estou no último ano da faculdade e no começo do ano precisava de um estágio para fazer meu TCC, então comecei a procurar vários escritórios onde pudesse realizar meu projeto, deixei alguns currículos até que em fevereiro recebi um telefone de um escritório de advocacia que estaria interessado em me contratar. Era um grupo de 03 advogados cada um em uma sala, mas todos deveriam ser interligados por um sistema de rede, (era aí que eu entrava) conversei com o principal um senhor de uns 56 anos, muito simpático e que gostou da minha proposta. Por o ser o sócio majoritário ele me contratou mesmo sem eu ter feito a entrevista com os outros 02 restantes. No outro dia quando fui para lá conheci os outros advogados que faltavam, um era outro senhor de uns 50 anos e o terceiro era o filho do que me contratou, um cara de 30 anos e tudo de gato, uma cara de macho com um ar de mistério que quando vi fiquei cheia de pensamentos... Fui bem profissional, me apresentei e mostrei toda minha proposta eles ficaram entusiasmados principalmente o Carlos, que não tirava os olhos e eu também não perdia a oportunidade de encara-lo. Assim foi durante todo mês ele sempre que podia soltava algum elogio e eu retribuía, e o clima cada vez ficava mais excitante, contava as horas de ir trabalhar só para vê-lo. Minha mesa ficava em frente a sala dele, e ele muitas vezes para me provocar deixava a porta aberta e ficava me olhando com um olhar de tesão, ele era alto um corpo todo escultural, mesmo por debaixo daquele paletó eu sabia que tinha um Deus Grego, eu não podia fazer muita coisa porque as outras salas dos escritórios era um movimento só e isso me deixava louca de tesão e ele sabia disso, tinha vezes que ele sentava e passava a mão por cima da calça para eu perceber que ele estava de pau duro, minhas calcinhas encharcavam de tesão, e eu fazia questão de abrir um pouco as pernas só para ele ver minhas calcinhas e deixa-lo mais doido, era um jogo de sedução muito gostoso, mas eu queria mais, foi quando em uma segunda feira eu cheguei lá e os 02 sócios tinham ido para um congresso, mas o Carlos não foi porque tinha dois clientes para receber, eu também só ia trabalhar pela manhã, porque meu estágio acabaria naquela semana, quando eu cheguei ele já estava lá lindo e gostoso como sempre, eu lhe dei bom dia e fui para minha mesa, o cliente chegou era cerca de 10:00hs eles conversaram e o cliente se foi, então o Carlos foi até minha mesa e começamos a conversar, quando dei por mim já era quase 12:30 então disse que ia embora, ele pediu para eu ficar porque o outro cliente chegarias as 13:00hs e depois que o mesmo fosse embora ele gostaria de almoçar comigo para se despedir, não pensei duas vezes e aceitei, então começamos a deixar a conversa mais pessoal e mais íntima, ele me disse que gostou de mim desde o primeiro momento, que me achava muito sexy e que eu o deixava cheio de pensamentos sacanas, e também disse que muitas vezes saía do trabalho excitada e era por causa dele, percebi que aquele papo tava deixando ele excitado, já eu nem se fala a calcinha que o diga, toda molhada, ele sentado da minha frente começou a dizer que eu estava deixando ele com muito tesão, se eu estava percebendo algo, e sorri e olhei direto para o pau dele e disse to percebendo sim e estou gostando do estou vendo, ele passou a mão por cima da calça e sorriu eu também sorri e abri um botão da blusa dizendo que o clima tava esquentando, deixei aparecer meu sutiã de rendinha e alisei meus seios bem de leve, ele suspirou, mas fomos interrompidos pelo interfone do cliente, ele tentou se recompor e foi para sua sala, o cliente entrou e eu deixei a porta da sala dele aberta, para que ele pudesse me ver. Enquanto ele conversava como o cliente eu comecei a alisar minha buceta por cima da calcinha e debaixo da mesa, quando ele viu acho que não acreditou, mas tinha que disfarçar porque estava conversando e não podia dar na vista, eu abri bem as pernas para que ele tivesse uma visão privilegiada, puxei a calcinha de lado e deixei minha bucetinha bem a vista, enfiei o dedo nela e comecei uma deliciosa masturbação, ele estava com os olhos fixo e ao mesmo tempo transtornado com o que via e o pior não podia fazer nada, acho que ele nunca teve uma reunião que quisesse que terminasse logo, e eu lá tocando uma siririca maravilhosa, depois de uns 20 minutos quando percebi que o cliente já estava acabando eu me recompus, o cliente se despediu sem perceber nada, ele não podia nem levantar da mesa, porque seu pau devia estar quase estourando a calça, eu que acompanhei o cliente até a porta e aproveitei para trancá-la, voltei e fui para sala dele, quando cheguei lá ele estava com o pau na mão, batendo uma punheta como um louco, eu sentei na mesa dele e abri as pernas e apoiei nos braços da cadeira dele e disse, me seque por estou toda melada, ele não contou história, arrancou minha calcinha e chupou minha buceta como um louco, eu gemia de tesão e ele se deliciava na minha buceta, depois foi minha vez de lhe presentear com um boquete de primeira, me ajoelhei debaixo da mesa e caí de boca no pau dele que pulsava na minha boca, nunca tinha chupado um pau tão maravilhoso como aquele, quando vi que ele estava quase gozando, puxei ele para cima da mesa me abri bem e ele enfiou toda aquela pica na minha buceta, eu gozei só com a entrada, ele me fudia feito louco e eu rebolava feito uma gata no cio, até que estávamos prestes a gozar eu pela terceira vez. Ele deu uma gozada bem em cima da minha buceta para melar ela todinha e ficava passando seu pau sobre ela como um pincel pintando uma obra de arte, nossa foi tudo de delícia aquela trepada, naquele dia nem saímos para almoçar, saímos do escritório só à noite, afinal tínhamos que compensar a espera, mas isso já é uma outra história.... 
             

-

Amamentando os meninos na praia
autor desconhecido

Quem já leu os meus contos, sabe do orgulho que tenho dos meus seios, lindos, maravilhosos, de dar inveja em qualquer mulher, pois são naturais e não são siliconados. São fartos, durinhos, macios, bicos grandes, pontudos, aureolas grandes morenas e eu adoro mostrar. Uso blusinhas justinhas, decotadissimas e como eles são bem juntinhos, aparecem bem o vale entre eles. Os meus decotes são muito ousados e quase que cobrem só os biquinhos que estão sempre durinhos devido ao tesão que tenho em mostra-los. Bem, tenho uma casa na praia do litoral norte e um final de semana desses, resolvi dar uma passeada pelas praias. Como estava sozinha, resolvi que teria que ter alguem para me mostrar as praias. Sai de carro e cheguei até uma praia mais perto, onde estavam alguns meninos jogando bola. Eu estava a fim de provocar mesmo e emntão coloquei um shortinho minusculo, onde aparecia a calcinha do biquini amarrada dos lados e enfiada na bundinha, a parte de cima do biquini era tão pequena (uso sempre biquini de numero menor que o meu) e tapava só os biquinhos, deixando o seio quase todo de fora e como eles são bem fartos, chamam muito a a tenção dos homens. Desci do carro e fui caminhando até os meninos que pararam de jogar para me olhar e disse: "Por favor, eu quero ir até a uma praia deserta, mas não sei o caminho será que alguem poderia me informar?" Os tres rapazes (15, 16 e 17 anos), prontamente chegaram perto de mim, engolindo meus seios com os olhos, um deles ficou dando volta olhando a minha bunda que estava quase toda de fora, o outro olhou meus seios e lambeu os labios e quase que fez um movimento com as mãos para pegá-los (os seios) tal a vontade que ficou vendo aquilo tudo na sua frente. Eles se propuseram, não só a me indicar o local. como tambem a me acompanhar até uma praia deserta, dizendo que poderia ser perigoso, ir até o local sozinha. Bem, entramos eu e os tres meninos no carros e seguimos rumo a praia que era uma pouco longe. No caminho eles me olhavam muito. Os meus seios que estavam só com os bicos cobertos seguros por um sutian que era apenas uma tirinha, as minhas coxas grossas e logos acima o vale entre as minhas pernas que estava saliente devido ao aperto do shortinho. No caminho fomos brincando e conversando e numa dado movemento que eu fiz, um seio pulou pra fora e quando os meninos viram aquilo, ficaram loucos, fazendo barulho com a boca como se estivesse chupando. Eu tratei de cobrir, mas na verdade não cobria nada. Chegando na praia totalmente deserta, sem uma alma sequer, fomos para debaixo de uma arvore, onde sentamos, eu adorei o lugar, eu resolvi tirar o shortinho e quando comecei a descer e minha bundinha ficou totalmente descoberta, só com a minuscula calcinha, os meninos ficaaram vidrados com a visão daquela bunda maravilhosa na frente deles. Um deles até disse: "Eu não sei porque vc usa esses paninhos, não cobrem nada mesmo, devia tirar tudo e ficar nua, gostosa desse jeito!! Eu fingi que não ouvi e continuei com meus "paninhos" que só cobriam os biquinhos e o grelinho, mais nada, estava quase nua mesmo! Entramos na agua e ficamos brincando e eles procuram sempre me agarrar, passar a mão, até numa passada de mão mais violenta a parte de cima do biquini arrebentou e eu fiquei com os peitões de fora na cara dos meninos. Eles engoliram em seco e eu disse: "Bem, acho que não tem problema fazer um top les aqui, não tem ninguem mesmo! Eles concordaram e continuamos brincando na agua, agora eles me abraçavam, encostavam em mim, querendo sentir os peitões, passavam a mão por debaixo da agua. Em vinha por traz me abraçava, encostava o cacete duro na minha bunda e segurava os seios e eu deixava e já estava com um puta tesão com aquelas brincadeiras, até que este que estava por traz disse: "Quem quer mamar na vaca, olha que peitões deliciosos" e passava a mão nos meus peitos que ficavam com os bicos duros e empinados pra frente. Os outros dois ouvindo isso, chegaram mais perto e cairam de boca nas minhas tetas, uma cada teta, dentro da agua. Aquilo me deixou maluca, pois o que estava atraz, arrancou a minha calcinha e encaixou o cacete na minha bunda, sem penetrar, mordia meu pescoço, enquanto segurava meus peitos para os outros dois que mamavam, mamavam, chupavam, lambiam, mordiam os bicos, eu gritava de tesão (e podia gritar muito, pois o barulho do mar não deixava que alguem ouvisse):"Seus putos, vai mama, mama muito, me chupa muito as tetas, quero os dois, os treis me mamando, me chupando toda" Em seguida eles me seguraram e foram me tirando da agua, sempre pendurados nas minhas tetas e me levaram para uma mata que havia em frente a praia e no meio das arvores eu estava completamente nua na mão daqueles treis que me devoravam toda. Uma delicia..eu fiquei encostada em uma arvore com dois mamando meus peitos e o outro desceu e enfiou a lingua na bucetinha, chupou o grelinho, eu levantei e abri bem a perna e ele me chupava deliciosamente enquanto os outros dois me mamavam as tetas fartas e salientes. Eles queriam por as tetas inteirinha na boca, mas são grandes demais e eles vibravam com isso. Virei de costas e segurei num tronco de arvore, de modo que fiquei de bunda arrebitada e as tetas penduradas, de modo que dois foram por baixo e me abocanharam os bicos duros de tesão e eu sempre dizendo; "mama, mama gostoso, mama nas tetas gosotsas, mama, chupa minha bucetinha, eu vim aqui pra isso, quero ser comida pelos tres" o outro me chupava a bucetinha comolouco. Eu naquela posição, sendo chupada por tres homens, quase cheguei a loucura de tanto tesão. Enquanto dois me chupavam as tetas por baixo, o outro foi por traz e enterrou o cacete na bucetinha e começou a socar, socar, socar, eu segurava a cabeça dos dois e apertava de encontro aos meus peitões e apertava a bunda naquele cacete delicioso e gozamos juntos e quase cai de tanto que estava com as pernas bambas. Os outros dois vieram e resolveram entre eles quem ia comer o que e um entrou na bucetinha e outro no cuzinho. Ahhhhh...que delicia, dois me comendo ao mesmo tempo, eu servindo de sanduiche pra eles e o outro me chupando as tetas. Eu gritei como louca de tesão, esperneei, falei palavrões, me contorcia toda. Eles se revesaram varias vezes na chupação das tetas e começão da bucetinha e cuzinho, de modo que os treis me usaram de todas as formas durante muito tempo. Já estava quase anoitecendo, quando eu desfalecida resolvi que deveria ir embora e eles já esgotados concordaram. de repente ouvimos uma voz: " Não vai embora não, agora é a minha vez" era uma pescador que a tudo assistiu e já estava com um cacetão enorme na mão que quando eu vi fiquei doida e corri e cai de boca nele, chupando, lambendo muito. Enquanto eu chupava aquele homem que surgiu do nada, os meninos já estavam me chupando novamente. O pescador pegou minhas tetas e não acreditava que tinha uns peitos tão gostosos na mão e começou a chupar, chupar gostoso, lamber, morder...nooossa que delicia, só de lembrar me molho toda....me comeu de todo jeito, sempre com os meninos ajudando nas posições. Até de cabeça pra baixo, ele me comeu. Eu fiquei toda arregaçada, chupada, mordida, marcada, com os peitos vermelhos e roxos de tanto serem chupados e fomos embora. Quando chegamos na praia onde eles estavam antes, cada um me deu mais uma mamada nos peitos e na bucetinha e nos despedimos, prometendo voltar em breve. Esta historia é verdadeira, pois adoro fazer sacanagens por aí

-


Que bucetinha mais deliciosa!
autor desconhecido

Leiam tudo, valerá muito a pena!!! Tenho 19 anos, e tenho uma melhor amiga a digamos, uns 6 anos se não me falhe a memória. Desde novinha, sentia o maior desejo por mulheres, e ao mesmo tempo por homens. Mas vamos ao que interessa... Um dia fui na casa dela, e como de costume ficamos no quarto dela conversando, eu deitada na cama dela, e ela na da irmã dela, conversando normalmente, sobre amigos e tudo mais, e eu reclamei que estava morrendo de dor nas costas, ela disse que se eu quisesse ela faria uma massagem nas minhas costas, eu aceitei pois a dor era muito grande. Ela disse para eu virar, e deitar de bruço na cama. Me virei e deitei. Ela então levantou um pouco a minha blusa atrás, e como temos grande intimidade por sermos amigas a muito tempo não falei nada. Ela abriu meu sutian e começo a massagem. Estava realmente muito boa, e eu estava relaxando muito. Só que não conseguia parar de pensar em uma coisa.. Porque enquanto ela fazia a massagem.. ela tinha sentado em cima de mim.. comigo deitada de bruço na cama, e eu pudia sentir o corpo dela sobre a minha bundinha. E aquilo foi me deixando com muito tesão! Daí em diante comecei a olhar ela de outra maneira. Um dia ficamos aqui em casa tirando umas fotos com a máquina dela, e ela então sugeriu que batessemos uma foto, nos beijando, más com dois dedos no meio, pros lábios não se encontrarem. Eu aceitei na hora, só que nenhuma foto ficava boa, então sugeri que tirassemos o dedo, que por mim não teria problema nenhum, ela disse que tudo bem. Então miramos a máquina, fizemos biquinho com os lábios, fechamos os olhos, e encostamos os lábios. Rapidamente eu pensei que aquela era a minha chance. Então eu abri um pouquinho a boca, e passei a linguinha no lábio dela. Como estávamos muito perto, e algumas partes dos nossos corpos se encostavam, senti ela se arrepiar. Más para a minha felicidade, ela não se afastou!!!! E começou a meio que sorrir, e responder a minha lambidinha no lábio dela... passando a linguinha dela na minha boca também, e me puxando para mais perto dela pela calça, quase passando a mão na minha bundinha. O que nesse momento ME arrepiou! Continuamos nos beijando, e ela veio dando risinhos de vergonha.. falar no meu ouvido que a calcinha dela... estava um tanto quanto INCHARCADA! Nessa hora aproveitei que o pescoço dela estava perto da minha boca, e comecei a lamber ele de leve, e passando a linguinha perto da orelhinha dela... ela começou a passar a mão na minha bundinha e gemendo baixinho, pois nisso tudo a minha mãe estava pintando umas artes dela ali na área. Continuei com a linguinha no pescoço dela.. e fui passando a mão de leve, para não assusta-lá, por cima da calça, na bucetinha, que dava pra sentir que estava meio úmida a calça, e o meio das pernas dela muito quentes! deitei ela, e sentei no colo dela com uma perna de cada lado do corpo dela, e comecei a abrir a blusa dela que era de botão e comecei a passar a mão nos seios dela, apertando bem gostosinho, arrancando mais gemidos dela, ainda mais por estar rebolando devagarzinho sobre o colo dela, fazendo com que a minha bucetinha passasse perto da dela. Então tirei o sutian dela, e a beijei com a maior vontade, e fui descendo a boquinha.. passando pelo pescoçodela.. até chegar naqueles peitinhos deliciosos, que por ela sempre usar sutian são bem durinhos e empézinhos, a maior delicia!!!! Comecei a passar a linguinha naqueles biquinhos gostosos.. e coloquei um dedinho na boquinha dela, pra ela chupar e não gemer alto. E fui colocando aquele biquinho todinho na minha boquinha, e passando a liguinha nele todo!!! me levantei um pouco, e tirei a calça dela.. e puxando tb a calcinha, com o auxilio da boca pra ser mais gostoso! Não queria me demorar muito, a começar o que faria, pois estava morrendo de tesão também! Então dei um beijo em cada joelho dela, e fui abrindo as perninhas dela, até ver a bucetinha dela, escorrendo já e bem abertinha! Pedi então para ela segurar a bucetinha bem abertinha, ela segurou, e falei "Poxa, que coisinha mais gostosa!!! Vai gozar gostoso agora na minha boquinha?" Ela respondeu com um gemido, que sim! Ela mal respondeu, já cai de boca naquela bucetinha deliciosa, comecei a enfiar a minha linguinha o máximo que pudia e ela foi ficando louquinha de tesão! Comecei então a dar a maior atenção aquele grelinho delicioso, chupando ele todinho bem forte, e dando linguadinhas super rápidas e frenéticas, só para ver ela enlouquecer de tesão e gozar na minha boquinha! Fui lambendo aquela bucetinha todinha, até que senti ela começar a tremer um pouco o corpo, e dedilhei novamente a linguinha naquele grelinho durinho, até que ela gozou na minha boquinha, e ela é uma daquelas raridades, que sai até líquido quando goza! Chupei forte a bucetinha dela até deixá-la sequinha! Outro dia eu conto a "retribuição" que ela me deu com o maior prazer!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Conte sua fantasia