segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

"MILA "

18

conto de Gabriel
narcisosantos@hotmail.com

Vou contar uma coisa que me aconteceu , com a Mila ( vou chamá-la assim )
No final do relato, deixo algumas perguntas que gostaria que vocês me respondessem, prá me ajudar a entender o que ocorreu. Depois eu digo o que achei e o que fiz. Mas só depois das respostas de vocês.

Aconteceu durante uma auditoria numa cidade do interior. Fazia parte da nossa equipe, algumas pessoas da agência local e acabamos, por força das circunstâncias ficando lá mais de seis meses.
Nesse meio tempo fiz amizade com a Mila. Mila era uma menina jovem, delicada, quieta, timída e todo mundo até estranhou quando ela fez amizade comigo.
Com o passar do tempo começamos a almoçar juntos e a trocar confidências.
De certa forma, porque ela era uma menina muito fechada.
Ela tinha um namorado, um rapaz também sério que às vezes vinha buscá-la à tarde. Nunca conseguimos trocar uma palavra com ele. Era só, boa tarde e olha lá.
Quase sempre, depois do expediente nós iamos a um barzinho tomar umas cervejas e jogar conversa fora. Só uma vez Mila foi conosco.
Nesse dia, bebeu um pouco além da conta e me disse que precisava muito contar uma coisa prá mim, que não tinha pra quem contar, nem prá família . Confiava em mim. Mas não contou. Mesmo após eu ter insistido.
Por acaso, por um descuido meu ,descobriu que eu tinha um blog de contos eróticos. Mas não disse nada, não tocou no assunto e eu também não .
Bem, acabamos a auditoria, fizemos o relatório e nossa equipe veio embora.
Antes de partir, deixei meus contatos com a Mila, disse a ela que gostaria que nossa amizade persistisse. Ela agradeceu e sorriu, com os olhos baixos, como costumava fazer.
Um pouco antes do final do ano ela me contatou por email perguntando se podia ligar prá mim naquela noite. Disse que sim, pois estaria sozinho.
Ela me ligou, sua voz delicada parecia um pouco alterada, ela me disse prá não reparar porque tinha bebido um pouco. Precisava tomar coragem prá me contar o que guardava e precisava por prá fora, desabafar com alguém.
Disse que precisava falar, não tivera coragem de me falar pessoalmente e ia agora falar por telefone.
Mesmo assim, só foi após muita insistência que ela falou.
Anotei logo depois prá fixar na memória, e foi mais ou menos esse o dialógo:
- Gabriel, sabe o rapaz que ia me buscar de vez em quando no serviço ?
- Sei, eu disse, o seu namorado .
- Pois é, ele não é o meu namorado, é o meu cunhado, marido da minha irmã
- ( eu fiquei sem saber o que dizer, mas vi que ela precisava falar, incentivei ) : continua, disse
- eu amo ele dentro de mim.
Engoli em seco , e continuei sem saber o que dizer, Ela prosseguiu :
-  quando ele não vem  eu fico doida de raiva. ela disse . E continuou :  “sinto muito ciúmes da minha irmã “
- Vocé está apaixonada por ele ? eu perguntei, incentivando-a a falar mais, é paixão ou apenas desejo ?
- ja espero ele de roupão e calcinha , ela dizia, como se não tivesse me ouvido.   Deixei ela prosseguir :
- Quando ele não vem , eu ligo e pergunto porque não veio. Ele já sabe disso e aí fica às vezes me torturando..
- O  que ele faz pra te torturar ? eu perguntei , já um pouco excitado.
-  me deixa esperando, doida de vontade . Quando ele quer me castigar fica uma semana sem aparecer .. “ Aí  quando vem eu ficou totalmante submissa..”
-  que paixão mais louca ...eu comentei e emendei a pergunta de novo :  é paixão mesmo ou apenas tesão ?
- paixão ,tesão ,submissão ,escravidão.. desculpa Gabriel , eu estou meio bebada.. Preciso falar..dominação,humilhação
- Fala, Mila, acho muito legal quem se entrega assim, sem limites. Acho que foi mais ou menos isso que eu falei.  Eu já estava ficando de pau duro.
-  O  que ele faz com você ? eu indaguei, já sem necessidade. - pode responder ? 
-  Oral,  anal ,tudo ,sem limites . Tô muito bebada..
- Ele te amarra e te bate ?
- Amarra ,bate, penetra com objetos
- E você gosta ? eu perguntei, já alisando o pau duro por cima da roupa.  “você  goza assim ?”
- gozo feito uma doida, gozo feito uma doida. Tô muito louca.. Tô viciada nele .
- Como ele descobriu que você  gostava de transar dese jeito ? eu peguntei, já tirando o pau de dentro da cueca, totalmente duro e alisando-o
- Um dia que discutimos e ai eu fiquei descontrolada. Dei uns tapas nele,  ele me pegou pelos braços bem forte. ...me deu um tapa e me jogou no sofá.
- Estou ouvindo.. conta mais, eu falei com voz rouca cheio de tesão.. 
- Ficou me olhando, eu cai de joelhos e não sei porque, de repente, fiquei com vontade de... Gabriel, tenho vergonha..
- Fala, Mila, eu disse, querendo ouvir tudo. Pode falar, não tenha vergonha
- Preciso falar, preciso falar tudo.. Gabriel... eu to meio bebada..
- Fala, por favor, conta tudo... eu disse. quase implorando...
- Tudo bem, eu não sei  porque, mas fiquei pedindo por favor pra ele me deixar eu fazer oral nele..
- Chupar ele, eu corrigi. No meu tesão, queria que ela disesse.
- Isso, eu pedi pra chupar ele ..
- Quanto  ele te bateu vc ficou com tesão ?
- Foi... não sei o que me deu. Senti um tesão danado em ser pega à força
- Ficou molhada ? eu perguntei já me alisando
- Fiquei, o tapa me deixou melada.. ele tirou o pau para fora e falou :engole sua cadela.. nem sei como estou falando essas coisas, to bebada mesmo...
- Pode falar, não tem problema. Que loucura ..
- Vou falar, vou falar tudo.. tudo ... . E Mila começou a disparar a falar como que dizendo que não queria ser interrompida..
- quando mamava ele falou : gostou de apanhar minha putinha ?..falei que tinha ,ai ele me levantou pelos cabelos,mandou eu ficar nua,me colocou de quatro e começou a dar cintadas na bunda ..
Despudoradamente, eu gemia no telefone..grunhia de tesão...
Ela pareceu ignorar o que eu fazia e continuou a falar :
- eu gemia e ele perguntava quer mais ? e ele batia mais e mais forte, até deixar minha bundinha ardida. Gozei quando ele me fez abrir bem as pernas de quatro e ficou amassando e apalpando o meu grelo apertando com força ..
Eu me masturbava e grunhia , imaginando a cena da doce Mila gozando de quatro.. Ela continuava, a sua voz parecia alterada, mais rouca, menos doce :
- aquilo me fez gozar  feito uma doida..feito uma doida... tô bebinha..
Ela deu uma pausa , como que esperando eu falar alguma coisa.. vendo que eu não falava nada, continuou :
- Continuei nesta posição mesmo ele me puxou pela cintura, amassou o meu peito,  e  socou na minha vagina  de uma vez ..socava forte e falava :  tesão de puta ! gostosa, vadia ! agora sim, sei que você gosta.. e você vai fazer tudo que eu quiser e mandar.. ( outra pausa, me pareceu ouvir um suspiro) e ela continou :
-  e socava feito um aminal.. no começo doeu, mas era muito tesão, eu pedia para ele não parar, gritava para ele foder..
- ele puxava o meu cabelo e dava varios tapões na bunda..
- tinha hora que ele parava com as bolas encostando na minha bunda ( eu não acreditava estar ouvindo aquilo tudo da doce Mila.. eu estava adorando ) Ela continuava, como se estivesse falando prá ela mesma:
- me puxava pelos cabelos e me beijava...até que na hora que ele ia gozar, ele me puxou pelos cabelos e falou : ( aí a voz dela se alterou , ficou mais gutural )  quero gozar na sua boca e você  vai beber tudo ,se cair no chão , você limpa
Eu me masturbava loucamente , gemia, urrava e dizia : que tesão, que tesão. Ela parecia não ouvir, prosseguiu :
-  e perguntou entendeu, putinha ? eu falei ,entendi ..
- ele mandou eu pedir..  ai que vergonha, não sei se vou ter coragem de falar ..
- Fala, Mila, fala, fala; que você me deixou louco de tesão.. fala...
- Vou falar : ele mandou eu pedir e eu na hora falei : ( outra pausa, outro suspiro ) eu falei : quero sua porra na minha boca !!..eu bebi cada gota..lambi até ficar limpinho...
Eu não conseguia mais segurar o gozo e urrei e gemi e quase gritei :
- vou gozar, vou gozar,... ah..ah..ah..ah..ah..ah..ah...e gozei realmente,um jato voou para a parede e eu  fiquei com a mão toda melecada.. Ela continuava a falar : 
-  Depois ficamos deitados no chão.. ele falou : a partir de hoje você é minha escravinha... da próxima vez quero comer seu cú...
- Desculpe eu ter te falado assim:  tudo isso… Gabriel, só falei porque sei que você entende..
- Adorei a sua história, você me fez gozar gostoso .. eu disse, mas novamente ela fez questão de ignorar o meu comentário.
- O pior é que eu gosto, meu corpo pede.. faz um mês que ele não aparece.. e mesmo sabendo que ele vai brigar comigo, eu liguei implorando para ele vir me comer. Liguei, tô bebada.. desculpa, Gabriel.. .Desculpa … 
Mila desligou sem se despedir..

A partir daí eu não tomei nenhuma atitude: não liguei de volta prá ela e daí vêm as perguntas :
1- Vocês acham que isso é realmente verdade ou apenas uma fantasia dela ?
2- Será que ela ligou só prá me fazer gozar, porque gostou de mim ?
3- Será que ela estava querendo me seduzir, me excitar e quer dar prá mim ?
4 - Ou será que ela apenas estava querendo desabafar, contar pra alguém o que está vivendo ? 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Conte sua fantasia