quarta-feira, 9 de junho de 2010

O ESTAGIÁRIO E SUA SUPERIOR

Conto de autor desconhecido


 

"Vanessa parecia ser bem fechada, mas com o tempo mostrou que era sensual e provocante..."


 

"Meu nome é Rodrigo, tenho 23 anos e adoro baladas. Tenho uma queda violenta por mulheres morenas. Em abril, comecei a trabalhar como estagiário em uma empresa da minha cidade, e havia na minha seção uma morena de feição fechada, que trabalhava com programacao. Chamava-se Vanessa: 1,63m de altura, uns 56 kg, curvas estonteantes. Eu trabalhava perto dela, e começamos a conversar bastante. Percebi que a feição fechada não passava de fachada, pois tratava-se de uma pessoa simpática, boa de papo e com um carisma incrível. No final do ano, a empresa ia promover uma confraternização, numa chácara. Fomos todos e passamos o dia nos divertindo. Em um dado momento a Vanessa se aproximou de mim e começamos a conversar sobre assuntos sem sentido. Lavávamos louças e brinquei que ia passar a mao em sua perna, e ela disse que duvidava. Não deu outra: comecei a acariciar as pernas até o joelho.. só um pouquinho para não dar na deixa do pessoal da empresa. Nesta festa começou a azaração. As mulheres falaram que eu estava afim dela, e Vanessa me provocando. Na semana seguinte nossas conversas esquentaram, com convites picantes e desejos de beijos mútuos. Marquei um encontro: na frente da casa dela, uma noite, começamos a nos beijar, após uma carona que eu dei a ela. No dia seguinte fomos a uma cidade vizinha para uma festa, e todos ficaram me olhando. Aquela mulher maravilhosa estava ali me beijando. Fascinado, falei pra mim mesmo: eu quero essa mulher. Num final de semana, combinamos de assistir a um filme na casa dela com uma turma do escritório. Claro, só eu fui. Jantamos, vimos o filme e nao resistimos: naquela noite pudemos provar um pouquinho do que cada um tinha para oferecer. Deitada ali no sofa, beijei-a descendo pelo pescoço e sentindo aquele corpo saboroso. Fui beijando aquele lindo e volumoso par de seios, tirei sua blusinha e logo em seguida sua lingerie. Beijos molhados em todo a sua extensao e nos seus delicados mamilos fizeram mais uma vez receber como respostas suspiros e gemidos gostosos. Fui beijando, descendo pela barriguinha, enquanto ela gemia de prazer... mordia de leve seu umbigo, e sua respiração me deixav atordoado. Passei bem de leve a língua por sua cintura afim de adentrar por ali e sentir seu verdadeiro sabor... fui lentamente tirando seu shorts jeans notando seus olhos cerrados, como sempre. Suavamente beijei a região que envolvia o centro de suas pernas. Fui como um lobo com sede ao pote tentando de todas as formas apenas com a ajuda da boca passar pela lateral da calcinha afim de me deparar com seu sexo. Senti. Como que imediatamente removi sua calcinha e me deliciei entre as suas pernas. Ela já estava sentada no sofá, com as pernas ligeiramente abertas, e eu ali, ajoelhado como seu mais fiel escravo. Beijei-a com desejo. Queria mais, abriu minha bermuda na busca de meu sexo. Virei-me, sentando no sofá e ela sobre meu corpo. Fui beijando-a por toda extensão do seu pescoço e descendo em direcao ao seu sexo , e ela jogando seu corpo para trás, de encontro ao chão. Sabia que não podia me controlar mais, pois estava a ponto de gozar, quando ela encaixou em mim como se fosse cavalgar. Que encaixe... Nesta noite ficamos juntos deitados no sofá. O decorrer dos próximos dias foi de muita paixão e trocas de juras de amor. As loucuras continuaram na frente da casa dela, na rua, na varanda ou até mesmo dentro do carro. Em uma noite quente, no portão da casa dela, começamos um troca de beijos que acabei deixando-a nua dentro do seu quintal, sensação de medo e tesao aquela que ela sentiu. Levemente, após um pedido meu, ela foi beijando meu corpo de encontro ao meu sexo, deixando-o totalmente exposto a ela e provocando... deu-me um beijo, mas não queríamos mais parar. Como não paramos até hoje, pois nos amamos muito".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Conte sua fantasia