quinta-feira, 1 de abril de 2010

Férias em família – I

AUTOR DESCONHECIDO


" Aconteceu em 1997, no início do ano. Estávamos em férias e a família tinha viajado para uma praia do litoral paulista. Estávamos em dois quartos, eu com minha irmã (que fora adotada e tem 19 anos) e meus pais na outra. A pousada era muito agradável e aproveitamos nossos primeiros dias a sós naquele lugar para apenas descansar. Alguns dias depois mais hóspedes chegaram, duas famílias de SP, Capital, eram todos muito simpáticos mas queria realmente era ficar mais íntimo de uma das filhas do casal mais velho que chegara, Ana era muito simpática e bem feita de corpo, cabelos castanho claros e simpática. Depois das habituais aproximações, dois longos dias sendo que na noite do segundo pude ficar com ela na rede fora da pousada de frente para o mar, próximo de meu quarto. Ficamos nos beijando muito e ela deixou que puxasse os lados de seu biquíni e apertasse e chupasse seus seios, que médios eram muito durinhos e com bicos que ficavam durinhos ... Adoro seios ! E aproveitei, ela gemia muito mas não deixou que fizesse mais nada naquela noite além disso. No dia seguinte ficamos o dia fora e ela me procurou a noite no meu quarto, eu pedi um tempo pra tomar uma ducha rápida e fui a seu encontro, estava muito cheirosa, perfumada mesmo, e permitiu depois de alguma insistência que fossemos mais adiante que na noite anterior, fi-la gozar com meus dedos não antes de ela me fazer despejar o que parecia interminável quantidade de esperma em sua mão, numa deliciosa punheta enquanto nos beijávamos...Ela era muito apertadinha e gemia na minha boca, um tesão completo ! Muito quente ... Não resistindo ao tesão ainda antes de irmos dormir a masturbei de novo, em pé, junto a parede de seu quarto e senti que ela tremia no momento de seu gozo. Era ótimo ver sua expressão de tesão e gozo, ela era realmente linda... No dia seguinte fomos a uma cidade próxima juntos passamos o dia juntos como namorados, minha irmã passeava com a irmã dela, um pouco mais nova que nós, pareciam se dar bem.... A noite, como eu esperava, Anda deixou que fosse mais adiante ainda, Eu estava com muito tesão e esperava que nossa transa fosse boa, como foi. Depois de muitos amassos e de fazê-la gozar por duas vezes chupando-a e com os dedos ... aato contínuo esfreguei meu membro à entrada de sua xotinha que estava extremamente molhada e estrava devagar sentindo o seu corpo tão próximo ao meu, era ótimo eu puxava seus cabelos e apertava seus seios, ardendo de tesão, ela gemia em meu ouvido falando coisas excitantes e dizendo pra entrar mais forte nela pois estava à beira de outro orgasmo.... Fiz e eu mesmo estava perto, apertando sua bundinha gostosa quase a levantando gozei no fundo de sua bucetinha quente, logo tirei meu membro dela e com todo o tesão ainda nao tinha perdido a ereção, tirei a camisinha colocando uma nova logo e mudando de lugar um pouco, ela segurou na cerca que rodeava o terreno da pousada e colocando uma perana à frente me facilitou a entrada em sua bucetinha ... Bombei muito tempo e ela gozou novamente, me sentia muito cansado já mas ainda não tinha gozado e tirei meu pau de sua grutinha mirei em seu cuzinho que parecia muito apertado entrei devagar, ela deixava, enquanto isso eu apertava devagar seus seios ... Ela estava tão quente quanto eu e qdo já tirava e recolocava com força ela pediu para parar pois estava doendo um pouco, por que era muito grosso segundo ela, e voltei a sua bucetinha que ainda parecia tão appertada quanto seu cuzinho, em poucas estocadas gozei ela junto comigo gemendo muito alto........ Resolvemos acabar por aquela noite, estava muito cansado ... Nos despedimos e voltei a meu quarto, tomei um banho rápido e deitei logo. Antes de amanhecer tive sonhos eróticos e acordei com uma ultra ereção, meu pau doía, como se tivesse ficado duro por muito tempo, e notei que havia gozado na cama, mas não sabia como pois estava de short e não haveria como ter acontecido. No dia seguinte cada um pro seu lado ... No fim do dia, após a janta, novamente fiquei com Ana, nosso tesão era incontrolável, teria que dormir cedo, fomos rapidamente para a parte de fora da pousada, na areia da praia, onde ela me cavalgou rapidamente e antes mesmo de eu gozar, mas logo após seus próprio orgasmo, ouvimos seu pai gritando por ela...... Então ela pulou de cima de mim, tirou a camisinha e me fez gozar rapidamente me chupando e masturbando rapidamente, atingi todo o seu rosto com grande quantidade de gozo, devido a meu tesão de ver aquele rosto extremamente sexy. Nos despedimos e ela foi dormir, não iríamos nos ver mais. Ela voltaria no dia seguinte para casa, tentou ficar na pousada para voltar depois de ônibus mas seu pai não deixou.


 

*


 

Férias em família – II

AUTOR DESCONHECIDO


" Continuando ... Surpresa !!! Voltei a meu quarto e depois de outro banho revitalizante fui a sala assistir TV, havia um filme que estava próximo ao fim, depois do qual voltei a meu quarto. Minha irmã parecia dormir, eu pulei na cama e "peguei no sono" rapidamente. Em pouco tempo, acho eu, tinha outro sonho erótico ... e acordei, assustei-me tremendamente, minha irmã adotiva estava entre minhas pernas e chupava meu pau com força e sonoros barulhos molhados. Refeito do susto, nem mesmo tive tempo de reclamar, gozei rápido, provavelmente por achar que aquela carinha de anjo não poderia fazer aquilo ... E pensando bem ela era um tesão, seios grandes, bem redondos, e uma bundinha muito gostosa. Gozei fartamente. Ela então me pediu que não falasse nada, mas tinha ficado com tesão demais ao me ver com Ana e pediu desculpas por ter nos espionado nos primeiros dias, depois acabou confessando que também me havia visto transar com ela, e que o maior tesão que sentira foi ver meu pau sendo masturbado por aquela menina... Eu ficara atordoado com tudo aquilo. Me limpei de meu gozo, voltei ao quarto e ela estava em minha cama ainda, com a cabeça entre as mãos. Falei que não sabia como mas estava tremendamente excitado, ela emendando disse "É, dá pra ver daqui". Fez uma cara de putinha que nunca vou esquecer ... Pedi que ela tirasse o pijama, me deixou ver aqueles seios deliciosos ... meu pau estava molhado de tesão somente de ver aquilo, ela seguiu tirando o short e a calcinha, sua bucetinha era bonita também, tinha os pelinhos aparados e curtos, com salientes grandes lábios.... Ela me provocou falando que eu lhe devia três gozos, fiquei assustado e lembrei dos sonhos molhados que tivera nos dias anteriores. Concordei e prossegui fazendo-a gozar em poucos instantes com a língua em sua xotinha molhadíssima e muito tesuda de chupar. Ela gemia muito e mordia o travesseiro, não temi que nossos pais ouvissem pois nosso quarto era no lado oposto ao deles, e com frente para outro lado. Ela me contou como me espionava as vezes em casa, e como se masturbava me olhando ou lembrando de mim. Disse ainda que vez por outra pegava os filmes, não pornôs, mas eróticos que eu alugava raramente e os via se masturbando. Em pouco tempo ela pulou sobre mim, esfregando aquela buceta molhadíssima em meu peito o que me deixou louco de tesão, ela então foi abaixando e chupou levemente meu pau, alcançando uma camisinha próxima me vestiu rápidamente, e quando vi ela já me subia e deixava deslizar meu membro para seu interior, quase gozei nesse ponto, e puxando-a pra baixo de uma vez fiz com que enterrasse tudo em sua gruta, ela deu um gritinho mais abafado e gemido ao mesmo tempo, segurei-a imóvel por um tempo para que passasse a rápida subida de meu gozo, em pouco tempo nos mexíamos ferozmente, pedi pra ficar atrás dela e bombeava com força tudo dentro e a seguir fora, torturando-a vez por outra com a pontinha apenas de meu pau na entrada e esfregando seu clítoris, ela gozou e aproveitei a deixa para também deixar meu pau sair e coloquei na entrada de sua bundinha, ela se virou com cara de desesperada mas ainda gozando foi lenta, não perdoei e entrei a pontinha, fazendo com que ela gemesse alto e me fizesse gozar. Acho que quase estourei a camisinha com toda a força que fiz para entrar naquele cuzinho muito apertado. ...Caí sobre ela e ela sobre a cama, ficamos imóveis por um tempo e aproveitei para sair e ir ao banheiro, na volta ela me disse que aquilo era uma loucura e que eu nem tentasse de novo seu cuzinho pois ainda era virgem, e doía bastante. Mas que tinha sido bom pois ainda fizera ela gozar mais profundamente. Dormimos na mesma cama, ela nua a minha frente, quase não dormi direito, na manhã, meu pai bateu aa porta e dissemos que já íamos, ela subiu no meu pau de frente pra mim, não resisti e apertava muito seus seios, e esfregava seu clítoris de novo com o dedo ... enfiei ainda outro com meu pau, qdo ela gozou, eu estando muito próximo de meu gozo também tirei rapidamente dela, por medo de gozar lá dentro, sem camisinha, e ela o encaixou entre seus seios deslizou algumas vezes pra cima e pra baixo o suficiente para em segundos me fazer gozar novamente. ....Estava muito cansado. Saímos, tomamos café, fomos à praia e tomamos sol toda manhã. Quando fomos à cidade próxima ficamos por lá toda tarde. À noite nos recolhemos cedo, voltaríamos no dia seguinte, mas não queria descansar, somente transar com a garota que me dava tesão extremo, ficava com tesão quase todo tempo a seu lado agora, e ela antes mesmo de trancar a porta já estava com a mão dentro de meu short, apertando meu membro. Pulamos na cama e eu a despia com muita pressa, chupei todo seu corpo, num beijo muito prolongado ... em todo ele ! Não deixei que me chupasse. A tarde qdo na cidade providenciamos mais preservativos, pois estavamos sem. Passei óleo de bronzear nela e enfiava um dedo em sua bundinha gostosa, ela gemia muito enquanto falava impropérios em seus ouvidos. Chupava sua orelhinha, e tinha muito tesão por todo aquele corpo que agora descobria. Ela teve dois orgasmos com minha boca em seu clítoris e vagina, muito molhada. Penetrei sua vagina molhada em movimentos lentos e longos a princípio, mas logo eram fortes e rápidos, ela gemia muito forte o que me dava mais tesão. Senti que estava perto de gozar, tirei dela e tirando a camisinha esfreguei-me em seus seios e despejei lá enorme quantidade de gozo ... Tinha que descansar um pouco e ela me deixou para se lavar. Ao voltar, só mesmo de olhar seu corpo e dela fazer movimentos sexy e ousados com os dedos estava duro novamente, ela colocou nova camisinha e sentou-se sobre meu pau, o que era,já nossa posição favorita, ela por cima, e rebolava muito gostoso comigo totalmente dentro, era ótimo. E sem que eu esperasse havia passado óleo no seu cuzinho e subiu tirando meu membro de sua bucetinha tesuda e agora forçava a entrada de seu orifício mais estreito, quase gozei qdo senti aquilo, ela deixou passar a cabeça e gemeu forte um "ai" repetido de tesão e dor, me disse que se não aguentasse tiraria, procedeu baixando devagar e quando estava quase todo dentro sentou com mais peso deixando o restante entrar, era ótima a sensação. Em pouco tempo depois de acostumar com a largura ela se mexia quase que rápido para cima e para baixo. Trocamos de posição e para entrar novamente por trás dela, com ela de quatro dessa vez a resistência foi quase a mesma, entrei e me movimentava muito rápido, ela pediu que eu tirasse a camisinha e que gozasse em seu reguinho, e suas costas, tirei, ainda entrei por algumas vezes naquele tesão de bundinha, como era bom massagear aquelas carnes durinhas e grandes, eu a apertava muito e tirando meu pau dela gozei em fortes jatos, mas pouco, em suas costas e bundinha. Ela era realmente um tesão. Não lembro de mais nada, acho que dormi, e acordei com ela tentando me montar novamente, deveria ser perto de 6 da manhã. ...Gemi de tesão e ela deixou tudo entrar de uma só vez, com um gritinho, ela mordia meu ombro e mexeu rapidamente sobre mim, rebolando sua deliciosa buceta sobre mim, podia sentir como estava molhada, qdo tirou meu pau, depois de gozar, ele reluzia de seu gozo e lubrificação, pedi pra colocar entre seus seios novamente e fazer uma "espanhola", gozei novamente nela, desta vez molhando seu rosto ... Tomamos um rápido banho com muitos amassos e saímos para tomar café e seguir viagem. ...Ainda tivemos algumas experiências sensacionais, até mesmo envolvendo outras pessoas que contarei assim que tiver mais tempo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Conte sua fantasia