sexta-feira, 5 de março de 2010

A MAIOR LOUCURA DA MINHA VIDA!

Autor Desconhecido


 

Sempre entrava na Net, em bate papos e conversava com um cara por telefone há algum tempo. Ele tinha uma namorada! Mas isso não importava....Seu nome é Fábio, 25 anos......

Um dia liguei e perguntei por ele....A pessoa disse: é ele....estávamos conversando e eu disse que estava cansada de tudo o que estava acontecendo na minha vida.....

Então combinamos de nos ver, ele disse: Só se for agora!! Eu disse tudo bem!!! Achei um pouco estranho, mas tudo bem, porque afinal ele estava trabalhando.

Então logo depois ele me ligou no celular......E me disse: Oi! Eu preciso te dizer uma coisa.....

Eu disse: O que?

Ele respondeu: Eu não sou o Fábio.......Sou Flávio!! Acho que nos confundimos,mas você tem uma voz maravilhosa – ele disse.

O incrível é que a voz era idêntica a do Fábio!! Aí me toquei que tinha ligado errado!

Então continuamos a conversar. Ele de todas as maneiras tentou me convencera encontra-lo.....Eu dizia não e não!!!!!

Foi muito estranho tudo isso.......

O Flávio, me disse que era casado, disse o bairro onde morava......e o engraçado que é o mesmo bairro onde mora minha mãe!

Bom ficamos conversando um tempo e ele tentando me convencer de encontra-lo naquele momento e eu negando e negando!!! Por fim ele conseguiu me convencer!!! E que voz a dele....maravilhosa, gostosa e sedutora!!

Eu ficava imaginando como ele seria......

Então combinamos de nos encontrar no estacionamento de um mercado.

Eu fui.....no carro ia pensando, "o que eu to fazendo?". Isso é loucura!!!

Bom cheguei lá, e ele estava dentro do carro. Olhei e pensei: Que gato!!!

Eu estava com a fiorino furgão do meu pai, que é filmada!!

Bom, encostei o carro do lado do dele. Descemos nos abraçamos e eu entrei no carro dele.

Então ele ligou o carro e encostou num lugar mais reservado, isso tudo dentro do estacionamento......

Conversa vai, conversa vem, e eu notei o volume na sua calça. Ele usava uma calça social e uma camisa.....Hummmm e que cheiro!!!!

Então comecei a ficar um pouco assustada!! Mas estava tudo tranqüilo....Então ele pegou minha mão e levou em direção ao seu pau........que estava enorme e duro!!!

No primeiro instante recuei! E disse: Não!!!

Ele continuou a insistir......até que comecei a ficar molhada!!!

Então ele falou: Vai buscar o seu carro......a gente entra lá dentro e "brinca" um pouquinho......Eu relutei muito......mas fui!!!!!!! Trouxe o carro..........entramos lá....ninguém poderia nos ver!!

Então nos beijávamos......ele baixou a calça.....e aquele pau enorme e duro.....q delicia!!!!!!! Ele se sentou e eu ajoelhada abri a blusa dele.....o beijava e comecei a chupar bem gostoso.......lambia , sugava, punhetava, cada pedacinho do seu pau!!!.....Que loucura, que delicia e ele gemia de tanto tesão!!!

As pessoas passavam e nem podiam imaginar a "brincadeirinha" lá dentro! Então ele me pediu pra ficar de costas......eu estava de jeans, ele abriu e enfiou a mão na minha boceta, que estava completamente ensopada!!!

E ficou mexendo em mim......enquanto esfregava seu pau na minha bunda....Que tesão.......então o Flávio disse: Tá louca pra dar pra mim né?

Eu disse to sim!!! Ele falou: Vou enfiar!!

Eu disse: E a camisinha?

Ele disse: Vamos sem!!

- Nada disso!!!!!!!!!!!

- Então vou comprar!.. Daí eu disse não.....continua não pára de me tocar.........então ele me fez gozar........gozei muito gostoso........que mão ele tinha!!!!!!!

Aí ele começou a apertar o pau na minha bunda e gozou nela.........me melou toda!! Ficamos por ali alguns minutos.....

Nos arrumamos......ele levantou e disse: Um dia vou te foder bem gostoso.....

Eu respondi.........duvido! Aposto q nunca mais vou te ver de novo!

Dito e feito ele foi embora......e nunca mais o vi!!!

____________________________________________


 

O ALEMÃO E O CASEIRO ME COMERAM

Autor Desconhecido


 

Depois que me acostumei a dar pro Alemão e pro vibrador, ele queria mais e eu também.

Um dia ele me fez uma surpresa. Estávamos na fodeção no meu quarto, ele gozou e disse que ia até a cozinha.

Fiquei um tempão esperando e ele voltou, já enfiou o pau na minha boca. "Chupa, Cadela" (ele agora só me tratava por palavras assim, como se fosse meu nome). Ele estava muito tarado e mandão naquele dia e logo me mandou ficar de quatro. Eu virei, empinei bem a bunda e disse "vem, cavalo, fode minha xota feito uma cadela, mete tudo na minha buça, quero trepar feito uma égua".

Ele foi metendo o pau, me xingando muito, batendo muito na bunda. Meteu inteiro aquele caralho enorme, fodia rápido, socava o pau com tanta força que meus joelhos até levantavam da cama.

Quando eu tava quase gozando ele tirou o pau de repente e meteu no meu cu. Quando ele metia no rabo devagar até que eu já tava acostumada, mas quando ele enfiava de uma vez doía demais, eu ficava arrombada, gritava muito, quase não agüentava. Ele meteu de uma vez, eu gritei alto, falei pra parar, ele continuou, metendo: "Mexe a bunda, Vadia, que daqui a pouco você se acostuma e gosta."

Ele continuou metendo com força, tava doendo, difícil de acostumar.

De repente a porta abriu e o caseiro entrou. Gelei. Já veio direto na minha boca, me fez chupar o pau dele, nunca vi um macho gostar tanto de um boquete.

E o Alemão socando o pau no meu cu, eu quase não conseguia chupar, tava com o cu arregaçado, esfolado, arrombado.

Aí o caseiro foi deitando em baixo de mim, eu tentei sair dali, o Alemão me segurou pelo quadril, me deu um tapão na bunda, me mandou ficar quietinha e obedecer. "Pára, Puta, você queria meter com dois, toma pau agora. Não vai escapar não, cadela, vai levar ferro no cu e na xota".

O caseiro foi enfiando o cacete na minha xota, que tava muito apertada por causa do caralho enorme na minha bunda.

Foi enfiando e chupando minhas tetas, meus bicos tavam duros, eu gritava dessa vez mais de dor do que de prazer. Chegou uma hora que não entrava o pau de jeito nenhum, o caseiro falou: "Essa sua boceta vai ter que abrir. Segura a puta aí, vou enfiar de vez." Eu gritei, pedi que não, tava quase chorando, mas o Alemão me segurou com força, e quando o caseiro enfiou o pau de uma vez o Alemão começou a bater na bunda de novo.

Foi delicioso, mas muito difícil agüentar aquilo tudo, sorte que o caralho do caseiro não era tão grande.

Aos poucos eu comecei a relaxar, os dois falavam bandalheiras o tempo todo, "Toma, Ordinária, toma ferro, leva vara no cu e na xota, geme, grita, rebola que eu quero encher seu cu de porra, te abrir toda."

E o caseiro: "É, madame, o patrão tem uma vagabunda e tanto, ele devia te levar pra fazer ponto na rua, deixar a madame esfregar essa boceta na cara de qualquer um, ser fodida por um monte de machos."

Quando imaginei ser arrombada por machos desconhecidos, fiquei tão excitada que esqueci a dor e gozei, "Vocês querem me foder, querem trepar, então enfia fundo que eu vou gozar".

Eles gozaram logo em seguida, mas continuaram dentro de mim. Meu cu tava ardendo, latejando, minha xota doía muito, eu não agüentava mais, mas aqueles caralhos tavam ficando duros de novo. Tentei sair outra vez, disse que tinha que ir no banheiro, mas eles não deixaram.

O caseiro: "Agora quem vai comer esse rabão de madame sou eu". O Alemão tirou a pica de uma vez, eu dei um grito e tentei escapar, não ia agüentar dar o cu de novo, porque o Alemão tinha machucado ele. Levei um tapão na cara "Não foge não, Vagabunda, vai tomar no cu de novo".

O Alemão me segurou com força, o caseiro veio e meteu aquele pau duro na minha bunda, meu rabo tava tão arregaçado que entrou fácil, mas doeu muito porque tava arranhado.

Aí o Alemão veio na minha boca, me fez chupar aquele mastro, e quando eu tava me deliciando com aquilo tudo pegou um vibrador médio e socou de vez na xota. Eu gozei na mesma hora, e o Alemão foi atrás de mim pra me ver toda aberta, com o consolo atolado na xota e o pau do caseiro me comendo o cu. "Aí, mete mesmo, esfola a Puta. Teu cu tá vermelho, tá arregaçado, Vadia." Eu não tava agüentando mais, pedi pra parar, mas o Alemão disse que se eu não colaborasse ele mesmo ia foder meu cu de novo. Então fiquei ali mexendo a bunda, rebolando, enfiando o caralho cada vez mais fundo no rabo, até que o caseiro encheu meu cu de porra e o Alemão gozou nas minhas costas.

Eu caí na cama, não conseguia nem me mexer.

Naquela noite, no jantar, o caseiro (filho da puta aproveitador) quis sentar na mesa com a gente.

Eu tive que sentar de lado, não conseguia sentar direito, mas fiquei ali no meio dos dois, eles ainda me bolinaram por baixo da mesa, a copeira nem olhava na minha cara.

Nessa hora só imaginava como iria fazer pra que as vagabundas das empregadas não falassem nada pro Corno!


 

____________________________


 

SEXO EM PÚBLICO

Autor Desconhecido


 

Olá ...Bom a história que irei contar hoje realmente aconteceu.Em um Sábado do ano passado no mês de agosto, aqui onde moro teve uma Festa Italiana ; é um evento grande o qual ocorre todo ano durante o mês de agosto. Na verdade é em todos os finais de semana do mês de Agosto...Mais vamos para o que interessa.

Neste dia toda a galera tava combinando de ir nessa festa ; logicamente eu não sabia direito quem dia ; eu só sabia que ia muita gente o qual algumas eu ainda não conhecia ; a galera combinou de sair as 18:30 e alguns foram juntos comigo.

Já na festa todos se encontraram, aí eu passei a conhecer quem jamais sabia que existia; cada um estava curtindo da sua maneira; eu adoro beber sou fã de um álcool, antes não sabia me controlar agora já maneiro; com certeza Festa Italiana tem muito vinho concorda? Pois é, comecei a beber uns golinhos e a ficar meio alegre; minha amiga -Vamos chama-la de Izabela, me apresentou a seu irmão, o qual era noivo e iria se casar no final do ano; quando olhei para ele já me enchi de fogo; meu corpo todo estava em chamas; logo pedi pra ela falar que eu queria ficar com ele e imediatamente ele aceitou.

Ficamos juntos a festa toda; fiquei mais amiga dos amigos dele; a hora passou que nem vimos a festa costumava acabar as 11:30; ficamos enrolando lá até a meia noite e quinze. Durante as horas a qual eu passei ao lado dele eu bebi cerca de 2 litros e meio de vinho e eu não havia comido nada o dia todo, então deu pra imaginar como eu estava né.

A galera se reuniu e decidiu ir embora, afinal a festa já tinha acabado e não havia mais quase ninguém lá. A caminho de casa, o qual era longe, a gente foi conversando e basicamente ele me carregando; num certo ponto da volta para casa eu falei pra ele que estava mal e ao mesmo tempo que disse isso caí de joelhos no chão e ele educadamente me levantou; mais um pouco a frente pedi que parássemos pois não agüentava mais andar.

Paramos em uma rua muito movimentada, começamos a nos beijar e o meu fogo foi aumentando cada vez mais, me deixando louca de tesão; ele começou a me acariciar e notou que minha boceta estava toda molhada, comecei passar a mão em seu pau que já estava duro de excitação, não estava dando pra conter de tanto prazer que estava rolando naquela hora, então decidi que seria ali mesmo ...sem me importar se alguém iria ver; me virei de costas para ele; ele abaixou minhas calças, me inclinou um pouco e penetrou aquele pau imenso na minha boceta me empurrando contra parede e me fazendo gritar de tanto prazer.

Ele enfiava aquela vara com tanta vontade que naquele momento estava passando uma van lotada de homens que gritavam pra ele meter mais em mim; a nossa excitação era tão grande que nem aquela van passando conseguiu fazer a gente parar de meter.

Ele acelerou até me fazer gozar; eu gritava de prazer e ele só com os meus gritos gozou me deixando toda melada.

Uma coisa eu garanto: nada melhor que uma foda pra tirar o álcool do corpo e da mente.

Depois desse dia nunca mais o vi e a única noticia é que ele casou e já vai ser pai...Essa loucura eu garanto que faço de novo mais só que dessa vez sem beber ....Beijinhos e até a próxima !!!!!!!


 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Conte sua fantasia